Após três horas de depoimento, Joesley deixa a PF sem falar com a imprensa

Política


Ludmilla Souza – Repórter da Agência Brasil Edição: Nádia Franco
São Paulo - O empresário Joesley Batista, dono da JBS, deixa a sede da Superintendência da Polícia Federal após prestar depoimento (Rovena Rosa/Agência Brasil)
O empresário Joesley Batista deixa a sede da Polícia Federal em São Paulo  Rovena Rosa/Agência Brasil
Após três horas de depoimento, o empresário Joesley Batista, dono da JBS, deixou a sede Superintendência da Polícia Federal em São Paulo, no início da tarde de hoje (9), sem  falar com os jornalistas. Ele prestou depoimento em ação que investiga a venda de ações da empresa após acordo de delação, e saiu acompanhando de seu advogado sem dar entrevista.
De acordo com o Ministério Público Federal, os controladores da JBS podem ter evitado a perda de R$138 milhões com a venda de ações às vésperas de os executivos da empresa assinarem acordo de delação premiada. A operação é conhecida como crime de insider trading, o uso indevido de informação privilegiada para obter ganhos no mercado financeiro.

Se você ainda não está na Rádio, Clique na imagem para entrar e continuar lendo:

Se você ainda não está na Rádio, Clique na imagem para entrar e continuar lendo:


No mesmo processo, o irmão de Joesley, Wesley Batista, prestará depoimento na tarde desta quarta-feira em São Paulo.
O título e o texto da matéria foram alterados às 15h28 para correção de informação: o depoimento de Joesley durou quase três horas, e não quase cinco, como tinha sido publicado
- Assuntos: Polícia Federal, Ministério Público Federal, Joesley Batista, JBS, delação, depoimento