O som da baiana Mariene de Castro

Em seu quinto álbum, a sambista traduz a arte do encontro com grandes compositores e intérpretes brasileiros, e conta com participações especiais



Com 15 anos de carreira, vários prêmios de reconhecimento e uma carreira de sucesso, a sambista baiana é considerada por muitos a grande revelação da música brasileira. Em seu quinto álbum, intitulado Colheita, Mariene traduz a arte do encontro com grandes compositores e intérpretes brasileiros, e conta com participações especiais de Zeca Pagodinho, Maria Bethânia, Beth Carvalho, Hamilton de Holanda, Jacques Morelenbaum e da Bateria da Portela.

DOMINGO, 30.08.15 - 10h / 16h / 19h - www.radiocabriola.com

Apresentação - Vera Morgado
Direção - Chiaro Trindade
Produção - Carol Barboza

Dilma: Brasil vai superar dificuldades, que são momentâneas

Edwirges Nogueira - Correspondente da Agência Brasil/EBC Edição: Aécio Amado

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (28), ao participar da cerimônia de entrega de moradias do Programa Minha Casa, Minha Vida, no município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, que as dificuldades econômicas pelas quais passa o país não afetarão os programas sociais. “Muitos de vocês acham que a situação está incerta, mas assumo o compromisso de não abrir mão das políticas que ajudam o povo a melhorar de vida”, disse ao discursar durante a cerimônia.

A presidenta Dilma entrega as chaves para Ivoneide Costa do Nascimento e família durante cerimônia de entrega de unidades habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida, em Caucaia, no Ceará Roberto Stuckert Filho/PR
Dilma voltou a afirmar também que existe no país uma minoria que aposta no “quanto pior melhor” e que gosta de “pescar em águas turvas”.  “É aquele pessoal que pesca em águas turvas, que quando as águas estão claras, nunca conseguem o que querem, mas quando elas ficam um pouquinho turvas, eles pescam em águas turvas. Nós vamos ter clareza de afirmar, não só que o Brasil é um país forte, que vai crescer, vai superar as dificuldades que tem e são momentâneas”.

Minha Casa, Minha Vida

Em sua quarta visita a estados do Nordeste neste mês de agosto, a presidenta Dilma Rousseff entregou 480 unidades habitacionais em Caucaia, e, simultaneamente, por meio de videoconferência, acompanhou os ministros na entrega de outras moradias do programa nos municípios de Maracanaú e Fortaleza, no Ceará; Bom Conselho, em Pernambuco; Castanhal, no Pará; e Colinas do Tocantins. Ao todo, foram 2.701 casas entregues hoje.

A presidenta Dilma Rousseff durante visita à unidade habitacional no Residencial José Lino da Silveira VI em Caucaia, Ceará Roberto Stuckert Filho/PR
O evento conjunto celebrou ainda a marca de 500 mil unidades do Minha Casa, Minha Vida distribuídas a beneficiários do Programa Bolsa Família. Em seu discurso, a presidenta enfatizou ainda a relação de parceria com as famílias que recebem as casas do programa. “É importante para mim que vocês consigam pagar direitinho as parcelas dessas casas, que são mais baratas que o valor de um aluguel. Com isso, vocês estarão ajudando o governo a construir mais casas. Conto com vocês para ter esse retorno.”

Em setembro, deve ser lançada a terceira fase do Minha Casa, Minha Vida, com a previsão de construir mais 3 milhões de unidades habitacionais até 2018.


Ministério da Saúde lança versão digital do Cartão SUS

Aline Leal - Repórter da Agência Brasil Edição: Armando Cardoso

Agência Brasil
O Ministério da Saúde lançou, nesta semana, aplicativo com a versão digital do Cartão SUS, que é a identidade do cidadão no Sistema Único de Saúde. O Cartão SUS digital permite o cadastramento de alergias, telefones de emergência, calcula massa corpórea e facilita o acompanhamento da pressão e da glicemia por meio de gráficos.

O aplicativo está disponível para smartphones com sistema Android. A previsão é que, em novembro, ele também esteja disponível na Apple Store.  A ideia é futuramente ampliar os serviços da ferramenta, de modo que o cartão indique, por exemplo, o serviço de saúde mais próximo e permita compartilhar informações entre pacientes e médicos.

De acordo com o Ministério da Saúde, a pesquisa Mobile Report, da Nielsen Ibope, mostrou que 68,4 milhões de pessoas usam internet pelo celular no Brasil. O objetivo é que essas pessoas também possam utilizar o aplicativo. Em 2014, o ministério destinou R$ 4 milhões para a compra de mais de 13 milhões de mídias plásticas do cartão.

A proposta do Cartão SUS é possibilitar a identificação única dos usuários do sistema em uma espécie de prontuário eletrônico que reúna todas as passagens do paciente pela rede pública de saúde.

O ministério destacou que as unidades da rede pública de saúde devem prestar atendimento à população, independentemente da apresentação do cartão. Se o paciente não tiver um número de Cartão SUS, o registro pode ser feito no momento do atendimento.


STF mantém quebra dos sigilos bancário e fiscal do presidente da CBF

Andre Richter – Repórter da Agência Brasil Edição: Aécio Amado

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu hoje (28) manter decisão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Futebol que determinou a quebra dos sigilos bancário e fiscal do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero.

A quebra dos sigilos foi aprovada pela CPI no dia 20 deste mês, atendendo a requerimento de autoria do presidente da comissão, senador Romário (PSB-RJ).

A defesa de Del Nero entrou com um recurso para impedir a quebra dos sigilos do presidente da CBF na quarta-feira (26).

A CPI tem 180 dias para investigar possíveis irregularidades em contratos de partidas da seleção brasileira de futebol, de campeonatos organizados pela CBF, assim como das copas das Confederações, em 2013, e do Mundo de Futebol, em 2014.


Mais de 4 milhões de crianças ainda não foram vacinadas contra poliomielite

Aline Leal - Repórter da Agência Brasil Edição: Maria Claudia

Dados do Ministério da Saúde mostram que mais de 4 milhões de crianças ainda não receberam a vacina contra a poliomielite. A campanha de imunização, que termina na próxima segunda-feira (31), pretende alcançar 12 milhões de crianças entre 6 meses e 5 anos incompletos, o que representa 95% do grupo dessa faixa etária.

O levantamento, divulgado hoje (28), foi feito até a última quinta-feira, quando 7,8 milhões de crianças tinham sido imunizadas. Os dados também mostram que os estados com maior cobertura vacinal são Santa Catarina, São Paulo, Paraíba e Paraná, todos com índice acima de 70%. Segundo o Ministério da Saúde, o Distrito Federal está com a menor cobertura (36%), seguido dos estados de Roraima (43,9%), Rondônia (44,7%) e Pará (44,8%).

O Ministério da Saúde alerta que a vacina é a única forma de prevenção contra a paralisia infantil. Embora o Brasil não tenha casos da doença há 26 anos, a Organização Mundial da Saúde recomenda a imunização, já que nove países registraram casos da doença nos últimos dois anos.

Além de imunizar contra a doença, a 36ª Campanha Nacional contra a Poliomielite, que começou no dia 15, tem o objetivo de atualizar o calendário vacinal das crianças de até 5 anos que não tomaram alguma outra vacina na rede pública. Para que o profissional de saúde acompanhe as vacinas que a criança ainda não tomou, é importante que os responsáveis levem a caderneta ao posto de vacinação.


Programa beneficia jovens com síndrome de Down e em situação de vulnerabilidade

Da Agência Brasil Edição: Maria Claudia

O governo do Rio de Janeiro assinou hoje (28) um termo de cooperação durante a formatura de 91 alunos do Programa Jovens Aprendizes da Nova Cedae. Os jovens vão atuar nas funções de auxiliar administrativo nas áreas de administração, contabilidade, financeira, informática, comercial e jurídica da Companhia Estadual de Águas e Esgotos. O documento foi assinado com a obra social RioSolidário, que funcionará como agente de seleção de jovens em situação de vulnerabilidade social.

O Centro de Integrado Empresa Escola (CIEE) do Rio de Janeiro encaminha os jovens aprendizes para o trabalho na Cedae. Com o acordo firmado nesta sexta-feira, o programa passará a incluir pessoas com deficiência intelectual e síndrome de Down.

A presidenta do RioSolidário, Maria Lúcia Horta Jardim, destacou a parceria e a confiança no trabalho com os jovens. "Temos parceria com a Fundação Roberto Marinho, com o CIEE e com a Cedae, o que é importantíssimo. Tenho muita confiança nas parcerias e nos jovens, já que eles terão muitas oportunidades pela frente. Claro que ainda terão muito o que avançar, mas o primeiro passo já foi dado", disse.

Maria Lúcia considerou a cooperação importante para inserir os jovens em situação de vulnerabilidade social no mercado de trabalho. "A gente vê, pela fala deles, que tudo é oportunidade na vida, e é isso que transforma as pessoas. Cabe também ao poder público e à iniciativa privada, estender a mão aos jovens e, principalmente, àqueles que estão em maior risco de vulnerabilidade social."

O programa tem como objetivo a  preparação e inserção de jovens no mercado de trabalho, após sua capacitação pelo CIEE. O programa foi instituído na Cedae em 2009 e, desde então, já passaram pela companhia 728 jovens, dos quais 168 ainda estão em atividade na empresa.

O presidente da Cedae, Jorge Briad, falou sobre sua experiência na empresa, onde ele próprio começou como servente. "Comecei na Cedae como servente e hoje estou no cargo de presidente. Portanto, sou a prova viva de que o estudo e a determinação podem nos levar bem  longe", afirmou Briard.

O formando Vinnie Teixeira, de 21 anos, elogiou o programa. “O Jovem Aprendiz faz com que você seja inserido no mercado, sem a obrigatoriedade de experiência anterior. Aí, você acaba adquirindo essa experiência no dia a dia do trabalho."

Alexander Ribeiro, de 18 anos, também formando, aproveitou para fazer um convite: “venham, porque é uma porta aberta para o mercado de trabalho. Ajuda no enriquecimento profissional e pessoal."

Prazo para pré-selecionados concluírem inscrição no Fies é adiado

Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil Edição: Jorge Wamburg

O Ministério da Educação (MEC) prorrogou até o dia 1º de setembro o prazo para que os estudantes pré-selecionados para obter o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) façam a inscrição no Sistema Informatizado do Fies (SisFies), na internet. O prazo terminaria no último dia 25.

Os estudantes que estão na lista de espera serão chamados para se inscrever somente após o encerramento do novo prazo. Eles vão receber aviso por e-mail. A partir do recebimento, terão dez dias para fazer a inscrição. Independentemente do aviso, o estudante deve conferir o boletim de acompanhamento, no sistema Fies Seleção.

Com o Fies, os estudantes financiam cursos superiores em instituições privadas de ensino superior e têm até três anos depois de formados para quitar o empréstimo. Ao todo, serão ofertadas 61,5 mil vagas. Ao longo do curso, os alunos pagam parte da mensalidade de acordo com a faixa de renda familiar. Todos os beneficiados pelo Fies têm 5% de desconto nas mensalidades dos cursos.

Está aberto também o prazo para o aditamento dos contratos em andamento. Isso deve ser feito até o dia 31 de outubro. O prazo vale também para aqueles que tiveram problemas para concluir o aditamento do primeiro semestre.

De acordo com o MEC, a renovação do segundo semetre só pode ser feita quando a do período anterior estiver regularizada. Quem tiver dúvidas ou dificuldades para fazer o aditamento deve entrar em contato com a central de atendimento telefônico gratuito, pelo número 0800-616161, ou com o autoatendimento Fale Conosco.


Presidente do STJ considera improvável anulação da Lava Jato

André Richter - Repórter da Agência Brasil Edição: Beto Coura

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Francisco Falcão, considera improvável a anulação da Operação Lava Jato, que investiga o esquema de corrupção na Petrobras. Desde novembro do ano passado, quando foram presos os primeiros investigados na operação, a defesa dos acusados diz que há ilegalidades nas decisões da Justiça Federal que fundamentaram as prisões.

Em março, o STJ abriu inquérito contra os governadores do Acre, Tião Viana, e do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão. Eles foram citados em depoimentos de delação premiada do doleiro Alberto Youssef e do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. “Acho muito pouco provável, acho improvável, pelos fatos como estão postos.”, disse Falcão.

Em uma entrevista hoje (28) sobre o lançamento de um seminário sobre o combate à lavagem de dinheiro, o ministro Luis Felipe Salomão, relator dos processos contra os governadores, ressaltou que, além dos depoimentos, é preciso apresentar provas contra os acusados.

“A delação é um dos elementos de prova e precisa vir sufragada pelo conjunto de provas para o juiz formar sua convicção. E essa é uma garantia não só do acusado, mas de toda a sociedade”, afirmou Falcão.

Em 2011, a Operação Satiagraha foi anulada pelo STJ. Na ocasião, os ministros da Quinta Turma entenderam que as provas da operação ficaram comprometidas com a participação da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) na operação. No mesmo ano, o tribunal  considerou ilegais as provas obtidas na Operação Castelo de Areia, que investigou a empreiteira Camargo Correa.


Justiça reconhece legalidade da aplicação de multas pelos Procons

Ivan Richard – Repórter da Agência Brasil Edição: Maria Claudia

Em decisão unânime, a Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) entendeu que os departamentos de Proteção e Defesa do Consumidor (Procons) estaduais e municipais podem aplicar multas e fazer a análise de contratos assinados entre empresas e consumidores. A decisão vale para todos os casos semelhantes em tramitação na esfera judicial.

Ao julgar um recurso da empresa NET Belo Horizonte Ltda contra decisão da Justiça de Minas Gerais, que manteve multa de R$ 207 mil aplicada pelo Procon mineiro à empresa de internet banda larga, o STJ reconheceu a competência dos órgãos de defesa do consumidor de interpretar contratos e aplicar sanções, caso verifiquem a existência de cláusulas abusivas.

Inicialmente, a NET foi multada pelo Procon em R$ 682 mil por práticas consideradas abusivas, como alteração unilateral do contrato, exigência de assinatura de provedor de conteúdo com fidelidade mínima de 24 meses, sob pena de descontinuidade dos serviços de acesso à internet, e imposição da compra de um equipamento de modem específico, considerada venda casada.

Após recorrer à Junta Recursal, que desconsiderou a prática de venda casada, e ter a multa reduzida para R$ 207 mil, a empresa acionou o Judiciário mineiro para tentar anular a sanção. Para a Net, o Procon extrapolou suas funções ao aplicar a multa, tarefa, no entendimento da empresa, do Poder Judiciário.

Contundo, a Justiça manteve a multa e a NET recorreu ao STJ. Para o ministro Humberto Martins, só STJ, relator do recurso, o Artigo 4º do Código de Defesa do Consumidor (CDC) legitima a atuação de diversos órgãos no mercado, como os Procons, a Defensoria Pública, o Ministério Público, as delegacias de polícia especializadas e as agências fiscalizadoras.

“Com efeito, o Código de Defesa do Consumidor é zeloso quanto à preservação do equilíbrio contratual, da equidade contratual e, enfim, da justiça contratual, os quais não coexistem ante a existência de cláusulas abusivas”, argumentou o ministro.

Ainda de acordo com Martins, o Artigo 4º do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor, que estabelece as normas de aplicação de sanções administrações, prevê que caberá ao órgão estadual, do Distrito Federal e municipal, de proteção e defesa do consumidor exercitar as atividades de fiscalização, instrução de processo administrativo e julgamento. O Sistema Nacional de Defesa do Consumidor também prevê a aplicação de multa ao fornecedor de produtos que se utilizar de cláusulas abusivas.

“Ora, se não pudesse o Procon perquirir cláusulas contratuais para identificar as abusivas ou desrespeitosas ao consumidor, como seria possível a tal órgão aplicar sanção administrativa pertinente?”, questionou o relator. Para Martins, os Procons estão aptos a interpretar cláusulas contratuais, “embora isso não se confunda com a função jurisdicional, propriamente dita pertencente ao Judiciário”.

O voto do relator foi seguido pelos ministros Herman Benjamin, Og Fernandes, Mauro Campbell e Assusete Magalhães.


Quem foi a verdadeira Alice do País das Maravilhas?

Por Anna de Oliveira

Nem tudo era ficção na obra de Lewis Carroll


O que você faria se a sua filha de 7 anos estivesse muito amiga de um esquisitão de 31, fazendo com ele demorados passeios de canoa e posando para seus retratos artísticos? Em vez de chamar a polícia - como qualquer família normal - a de Alice Pleasance Liddell incentivou seu relacionamento com Charles Dodgson, um escritor que assinava como Lewis Carroll. E a menina acabou sendo a musa inspiradora dos clássicos Alice no País das Maravilhas (1865) e Através do Espelho (1871) - este inclusive termina com um poema em que as primeiras letras de cada estrofe formam o nome da menina. Até hoje não é claro o que exatamente estava rolando entre a menina e o escritor. Especula-se, e ninguém poderia deixar de especular, que havia uma paixão, consumada ou não. Sempre se acreditou que, quando ele deixou de frequentar a casa dos Liddell subitamente, em 1863, foi porque os pais de Alice haviam resolvido dar um basta naquele relacionamento inapropriado. Mas documentos descobertos pela biógrafa Karoline Leach mostram que Carroll talvez fosse tão simpático com Alice e suas irmãs porque estava interessado mesmo era na governanta da casa.

Já adulta, Alice soube usar a fama da personagem a seu favor. Mãe de 3 filhos e apertada de grana após a morte do marido rico, leiloou o valioso manuscrito de As Aventuras de Alice Embaixo da Terra (primeiro nome de Alice no País das Maravilhas). Ela já não mantinha contato com Lewis Carroll. O escritor anotou em seu diário que se lembraria dela pra sempre "como aquela menininha de 7 anos completamente fascinante".


Através dos espelhos
Conheça a versão real e a imaginária de Alice

Alice Liddell
A foto A Pequena Mendiga (acima) foi tirada pelo próprio Carroll quando a menina tinha ainda 7 anos - além de escritor, ele era fotógrafo nas horas vagas. Consta que Alice gostava muito das histórias que ele contava, e sua personalidade teria inspirado a personagem.

Alice de Tim Burton
A protagonista do filme 3D é uma versão mais velha da personagem clássica de Lewis Carroll. Prestes a casar, ela corre novamente atrás do coelho para cair mais uma vez em um buraco que a leva ao País das Maravilhas, onde as coisas estão um pouco diferentes do que eram.



Essa matéria faz parte do Arquivo da Revista Superinteressante

Empossados conselheiros da comunidade negra



Quatorze novos integrantes do Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra (CDCN), entre titulares e suplentes, foram empossados na Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Estado (Sepromi), pasta à qual o órgão está vinculado, em Salvador. Eles representarão os segmentos de juventude, mulheres negras, blocos afro, religiões de matriz africana, antropólogos, sociólogos e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/BA).

Eleita como representante das mulheres negras, Lindinalva de Paula, do Afoxé Kambalagwauze, destacou a importância da unidade na gestão. “Temos que atuar em todas as frentes, independente de cadeira ocupada, caminhando num só propósito, que implica na efetivação do Estatuto da Igualdade Racial e de Combate à Intolerância Religiosa do Estado”, após a cerimônia, na quinta-feira (27). A conselheira indicada pela OAB-BA, Cléia Costa, levantou a necessidade do diálogo entre conselhos para transversalização das ações.

A relação completa dos conselheiros, escolhidos em assembleias realizadas de 13 a 31 de julho deste ano, está disponível no site da Sepromi Segundo a secretária Vera Lúcia Barbosa, que preside o CDCN, o processo foi “transparente e democrático, possibilitando a alternância nos assentos do órgão e dando às entidades o real protagonismo para o controle social, proposição e monitoramento de políticas públicas voltadas à redução das desigualdades étnico-raciais na Bahia”.

Educação e Juventude

Uma das áreas prioritárias para os novos integrantes, apontada em comum, é a educação, em especial a implementação da Lei 10.639, que trata do ensino da história e cultura afro-brasileira nas escolas. Para a representante da Secretaria da Educação do Estado, Érica Capinam, a atual gestão precisa “diagnosticar as iniciativas existentes e trazer novas perspectivas para uma educação não racista, não sexista e não homofóbica”.

A ialorixá Mãe Jaciara Ribeiro, do Axé Abassá de Ogum e Coletivo de Entidades Negras (CEN), eleita titular do segmento de religiões de matriz africana, acredita que a educação é a base para enfrentar a intolerância religiosa e o racismo. “Precisamos buscar novos caminhos para coibir essa violência, diante do cenário que temos vivido, e somente através da educação podemos fortalecer esse trabalho”.

Entre as principais bandeiras de luta citadas pelo novo representante da juventude, Ruan Philippe, da Coordenação Nacional de Entidades Negras (Conen), estão ampliação dos municípios atendidos pelo Plano Juventude Viva e políticas relacionadas à juventude encarcerada. “Este é um espaço de cobrança, onde a gente quer retorno, acompanhar e multiplicar o raio de ação”.

Conquistas e Desafios

A ouvidora-geral da Defensoria Pública (DP), Vilma Reis, que integrou o CDCN por oito anos, apontou algumas das atuações de destaque, como a luta em defesa do Quilombo Rio dos Macacos e contra o genocídio da juventude negra e também o controle social da mídia ao pressionar o Ministério Público, em 2009, para fazer um termo de ajustamento de conduta com programas de televisão sensacionalistas.

Paulo Roberto (Paulinho), do Fórum de Entidades Negras, que já possuía assento no órgão e foi reconduzido ao segmento de blocos afro, também ressaltou a visibilidade das comunidades quilombolas como uma das conquistas, a partir de mapeamento e diversas ações em conjunto com a Fundação Cultural Palmares e outros órgãos. Atualmente, participa de encontros para discutir a regulamentação do capítulo do Estatuto que trata da cultura, o que inclui o Programa Carnaval Ouro Negro.

Estiveram presentes ainda Ademir Santos, do Instituto Mão Amiga, que fez parte da comissão eleitoral, relatando a experiência, e ainda os coordenadores de Promoção da Igualdade Racial e de Políticas para Comunidades Tradicionais da Sepromi, Sérgio São Bernardo e Fabya Reis, a chefe de gabinete da pasta, Maiara Oliveira, e ativistas do movimento negro.

Entenda o Conselho

Com 28 anos de existência, o CDCN é formado por 21 conselheiros, sendo seis do poder público e 15 da sociedade civil, com igual número de suplentes, envolvendo ainda os segmentos de comunidade acadêmica, profissional de imprensa, afoxés, quilombo rural, capoeira, quilombos educacionais, irmandade e cristão. Sua finalidade é estudar, propor e acompanhar as medidas de relacionamento dos órgãos governamentais com a população negra, além do controle social, visando resgatar o direito à sua cidadania plena e participação na sociedade.


Secom Bahia

Empregado doméstico demitido sem justa causa já pode pedir seguro-desemprego

Yara Aquino – Repórter da Agência Brasil Edição: Denise Griesinger

O benefício pago será de um salário mínimo por, no máximo, três mesesArquivo/Agência Brasil
A resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) que regulamenta a concessão do seguro-desemprego ao empregado doméstico dispensado sem justa causa foi publicada na edição de hoje (28) do Diário Oficial da União. O benefício pago será de um salário mínimo por, no máximo, três meses. Para ter direito ao benefício, o empregado doméstico precisa ter trabalhado pelo menos 15 meses nos últimos 24 meses.

O acesso ao benefício já consta em lei complementar e, com a publicação da resolução, os trabalhadores domésticos já podem requerê-lo. O empregado que for demitido por justa causa não terá acesso ao benefício.

O requerimento precisa ser apresentado às unidades de atendimento do Ministério do Trabalho e Emprego ou aos órgãos autorizados, no prazo de 7 a 90 dias contados da data da dispensa. É preciso levar a carteira de trabalho, termo de rescisão do contrato de trabalho atestando a dispensa sem justa causa, declaração de que não recebe benefício de prestação continuada – exceto auxílio-acidente e pensão por morte – e também declaração de que não tem renda suficiente para manter a família.

O benefício será concedido pelo período máximo de três meses de forma contínua ou alternada, a cada período aquisitivo de 16 meses, contados da data da dispensa que originou habilitação anterior.

O empregado doméstico perde o direito de receber o seguro se recusar uma proposta de trabalho condizente com sua qualificação e salário anterior, por falsidade na prestação das informações, por morte ou por fraude comprovada.


Operação da PF combate quadrilha de estrangeiros que movimentou R$ 50 milhões

Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil Edição: Denise Griesinger

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (28) a Operação Mendaz para combater uma organização criminosa responsável por lavagem de dinheiro e evasão de divisas no estado de São Paulo. A estimativa da corporação é que, nos últimos cinco anos, o grupo tenha movimentado um total de R$ 50 milhões.

De acordo com comunicado da PF, foram cumpridos 18 mandados judiciais de busca e apreensão nas cidades de São Paulo e Indaiatuba.

Ainda segundo a nota, o grupo, formado exclusivamente por estrangeiros, trabalhava com o envio de remessas ao exterior. Para isso, utilizavam empresas fantasmas que formalmente exerceriam atividades diversas, desde o ramo de confecções até a compra e venda de materiais.

“Durante as investigações, foi possível comprovar a utilização de documentos de pessoas físicas e jurídicas falsos e que foram apresentados junto a órgão público federal para a prática criminosa”, informou a corporação.

Até o momento ninguém foi preso. Os integrantes da quadrilha vão responder por uso de documento falso perante órgão federal, lavagem de capitais, evasão de divisas, estelionato e associação criminosa.


Tarifa da bandeira vermelha na conta de luz cai 18%

Ivan Richard – Repórter da Agência Brasil Edição: José Romildo

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (28) a redução de 18% no valor da tarifa da bandeira vermelha, o indicador que engloba os usuários que pagam o custo mais alto de energia. Com a decisão, o valor adicional para cada 100 kWh consumidos cai de R$ 5,50 para R$ 4,50. Para os consumidores, o novo valor corresponderá a uma redução de dois pontos percentuais no custo da conta de luz. A mudança entra em vigor em 1º de setembro e vai até 31 de dezembro.

A decisão foi adotada em razão da redução no custo de produção de energia decorrente do desligamento de 21 termelétricas, com custo variável unitário maior que R$ 600 MWh, aprovada no início deste mês.

Apesar do pedido das distribuidoras para que o valor seja mantido, devido ao aumento dos custos de geração, a diretoria da Aneel entendeu que o uso das bandeiras deve refletir o cenário de disponibilidade da geração e não os problemas de caixa das distribuidoras.

“Não podemos confundir o conceito do fundamento das bandeiras com o alívio de caixa. O valor arrecadado com as bandeiras deve cobrir o valor da geração termelétrica. Para outras razões de [alta de] custo existem outros mecanismos de compensação”, disse o diretor da Aneel Reive Barros dos Santos, relator do caso.

Para o diretor Tiago Correia, os consumidores responderam ao instrumento das bandeiras, reduzindo o consumo e fazendo investimentos, como a substituição de lâmpadas incandescentes pelas de led, o que justifica a redução do valor da bandeira.

O diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, ressaltou que a redução não representa melhora no quadro de geração de energia do país. “O cenário não é favorável à mudança da bandeira. Não é um cenário provável. Não estamos dando nenhuma sinalização de que o consumidor possa relaxar na sua prática de uso da energia. A sinalização ainda é de cuidado com o consumo e de uma situação adversa”, alertou Rufino.

O parque gerador de energia elétrica no Brasil é composto predominantemente por usinas hidrelétricas. Para funcionar, essas usinas dependem da chuva e do nível de água nos reservatórios. Quando há pouca água armazenada, usinas termelétricas precisam ser ligadas para não interromper o fornecimento de energia. Com isso, o custo de geração aumenta, pois essas usinas são movidas a combustíveis como gás natural, carvão, óleo combustível e diesel.


Dilma assina ordem de serviço para lote da Transnordestina e reúne governadores

Paulo Victor Chagas* – Repórter da Agência Brasil Edição: Graça Adjuto

A presidenta Dilma Rousseff assina hoje (28) a ordem de serviço de um lote da Ferrovia Transnordestina, que vai interligar dois portos do Nordeste ao sertão do Piauí. O empreendimento faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento e vai entregar 1.753 quilômetros (km) de ferrovias, que farão conexão entre os portos de Pecém, no Ceará, de Suape, em Pernambuco, e a cidade piauiense de Eliseu Martins.

Durante o evento, à tarde, ao lado de empresários locais, a presidenta dará início às obras do Lote 4 do trecho Missão Velha-Pecém. Mais três dos 11 lotes da parte cearense da ferrovia, que terá 526 km, estão em obras e sete ainda não começaram. Assim como as demais etapas do contrato, a execução ficará por conta da empresa Transnordestina Logística S.A.

O trecho que terá as obras iniciadas hoje tem 50 km e compreende os municípios de Acopiara e Piquet Carneiro. O lote faz parte do eixo cearense da ferrovia, que tem como objetivo escoar a produção agrícola e mineral da região, promovendo a exportação dos produtos brasileiros pelo Norte do país. Nos últimos anos, o governo federal tem investido em novas rotas de escoamento que fujam da forte concentração atual nas regiões Sul e Sudeste.


Ferrovia

Os mais de 1.700 km da ferrovia vão percorrer 81 municípios de Pernambuco, do Piauí e Ceará. Trabalham hoje nas obras dos três estados cerca de 6 mil trabalhadores. Quando estiver funcionando, a ferrovia poderá transportar até 30 milhões de toneladas de produtos, como minério de ferro e grãos, por ano, de acordo com a Transnordestina Logística.

Fazem parte ainda da construção os trechos Salgueiro-Suape, em Pernambuco, Trindade-Eliseu Martins, de Pernambuco ao Piauí, Missão Velha-Salgueiro, do Ceará a Pernambuco, e Salgueiro-Trindade, em Pernambuco, esse último já concluído. Segundo informações sobre o PAC no site do Ministério do Planejamento, o investimento total será R$ 7,5 bilhões, com previsão de entrega para 2016.




Viagens ao Nordeste

O Ceará é o quarto estado do Nordeste que Dilma visita neste mês de agosto, Recentemente, ela esteve nas capitais São Luís, Salvador e Recife.

Antes de assinar a ordem de serviço, a presidenta vai à cidade de Caucaia (CE) entregar as chaves de unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida. Ao todo, serão 2.701 casas entregues, por meio de teleconferência com outras regiões, para cidades do Ceará, de Pernambuco, do Pará e Tocantins.

Em Fortaleza, além do evento da Transnordestina, a presidenta participa da divulgação do site Dialoga Brasil, que tem como objetivo pedir que a população debata programas do governo, enviando sugestões por meio da plataforma e conversando com ministros de Estado. O evento é feito no formato de um programa de televisão, com a participação de representantes da sociedade civil, organizados em uma plateia, que discutem ao vivo com os ministros os temas que estão disponíveis no site. O programa é concluído com a fala da presidenta.

A programação presidencial no Ceará termina à noite, quando Dilma participará de um jantar com os governadores do Nordeste. No mês passado, ela reuniu em Brasília governadores de todas as regiões do país e propôs uma parceria para enfrentar os problemas e superar a crise.


*Colaborou Edwirges Nogueira, correspondente da Agência Brasil/EBC


Serra da Saudade, município menos populoso do país, tem 818 habitantes

Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil Edição: José Romildo

Serra da Saudade (MG), município menos populoso do país, tem 818 habitantes, segundo estimativa populacional de 2015 divulgada hoje (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Além dele, outros dois municípios têm menos de mil pessoas: Borá (SP), com 836, e Araguainha (MT), com 976.

O mais populoso, São Paulo, tem 11,97 milhões de habitantes. O Rio de Janeiro é o único no país, além de São Paulo, que tem mais de 5 milhões de pessoas: 6,48 milhões. No total, 17 municipios do país têm mais de um milhão de residentes.

Depois das duas capitais do Sudeste, os municípios mais populosos do país são: Salvador (2,92 milhões), Brasília (2,91 milhões), Fortaleza (2,59 milhões), Belo Horizonte (2,5 milhões), Manaus (2,06 milhões), Curitiba (1,88 milhão), Recife (1,62 milhão) e Porto Alegre (1,48 milhão).

Sem considerar as capitais, Guarulhos (SP) tem a maior população: 1,32 milhão de pessoas.

Comissão Europeia visita locais mais afetados por crise migratória

Da Agência Lusa Edição: Graça Adjuto

Dois comissários europeus iniciam na segunda-feira (31) visitas a alguns dos locais mais afetados pelo grande número de refugiados e migrantes que chegam à União Europeia, em movimento sem precedentes, anunciou hoje (28) a Comissão Europeia.

O primeiro vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermanns, e o comissário para a Ajuda Humanitária, Dimitris Avramopoulos, iniciam o périplo na segunda-feira em Calais, na França, onde se reúnem com o primeiro-ministro do país, Manuel Valls, e o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve.

Na mesma semana, dia 4 de setembro, os dois comissários visitarão a ilha grega de Kos. Na segunda-feira (7 de setembro), seguem para Traiskirchen, na Áustria, próximo à fronteira com a Hungria e depois para Rosenheim, na Alemanha, em região próxima à fronteira austríaca.

O tema da crise migratória vai dominar também a agenda da reunião de trabalho, em regime de seminário, do Colégio de Comissários, que ocorre na quarta e quinta-feira em Genval, nos arredores de Bruxelas.

Por que Plutão não é mais um planeta?


Quando eu crescer quero ser um planeta...“Ah, não…”
Ilustração: André Ducci
Alto lá! Plutão ainda é um planeta, #sóqueanão. É que há três tipos no Sistema Solar. Os terrestres orbitam perto do Sol, são quentes, sólidos, pequenos e têm poucas luas (Mercúrio, Vênus, Terra e Marte). Os gigantes orbitam longe do Sol, são frios, gasosos, grandes e têm muitas luas (Júpiter, Saturno, Urano e Netuno). E há os anões, que passam longe do Sol e são frios, mas ao mesmo tempo sólidos e com poucas luas – além disso, têm órbitas “acidentadas”, com asteroides no meio do caminho dos planetas. É o caso de Plutão, que em 2006 se juntou a outros quatro anões. A mudança rolou numa reunião da União Astronômica Internacional, em Praga. Lá, mais de 2.500 especialistas de mais de 75 países rebaixaram Plutãozinho.

Fonte Basílio Santiago, físico da UFRGS.

No related posts.

Predomínio de tempo quente e seco em grande parte do estado neste final de semana


As condições do tempo previstas para os próximos dias na Bahia, que inclui o último final de semana de agosto (28 a 30), continuam sem mudanças significativas - a massa de ar seco mantém o céu ensolarado e sem chuvas em grande parte do estado. Além de deixar o tempo seco, ela também está contribuindo para elevar as temperaturas em algumas regiões, a exemplo do oeste, São Francisco e norte, onde a ausência de nuvens pode colaborar para que estas cheguem a até os 37°C.

Essas máximas, segundo o serviço de meteorologia do Instituto do Meio Ambiente e Recurso Hídricos (Inema), vinculado à Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema), serão mais frequentes no período da tarde. À noite, com a condição de céu claro, esses índices diminuem significativamente, podendo atingir valores de até 15°C (mínimas).

Somado às temperaturas elevadas, os baixos índices de umidade (em torno de 30%) é outro reflexo da atuação da massa de ar nessas áreas do estado, pois, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), estes baixos índices são considerados preocupantes para o conforto humano, uma vez que o ideal seria de, no mínimo, 60%. Por isso, a recomendação é evitar a prática de atividade física, no período das 10 às 18h, e também se hidratar continuamente, ingerindo água, suco, entre outros líquidos.

Nas regiões do Recôncavo, nordeste e sul, principalmente, nas localidades mais próximas ao litoral, a exemplo da cidade de Salvador e região metropolitana, os ventos úmidos vindos do Oceano Atlântico ainda deverão influenciar o tempo nos próximos dias. Com isso, o predomínio será de céu parcialmente nublado e com possibilidade de chuvas fracas e passageiras.

Quanto as temperaturas, não são esperadas grandes mudanças. Continuam variando entre 16°C (mínimas) e 32°C (máximas). Nas regiões da Chapada Diamantina e sudoeste, onde o predomínio também será de céu parcialmente nublado, mas com poucas chances de chuvas, são esperadas as menores temperaturas do estado, com mínimas podendo chegar aos 12°C.


Queimadas

Com a previsão de tempo quente e seco, além da vegetação já ressecada, o risco de ocorrer novos focos de queimadas ou intensificar as já existentes é elevado. Por isso, o órgão mantém o alerta quanto à utilização do fogo nas atividades de campo, principalmente, na preparação do solo para o próximo plantio ou renovação de pastos para os animais. Uma simples ponta de cigarro ou uma faísca pode dar origem a uma grande queimada, provocando grandes prejuízos para a região.

Maré e Índice de Radiação

A maré deve atingir sua altura máxima das 2 às 4h e 14 às 16h, com valores variando de 2,1 a 3,1 metros, e as alturas mínimas, das 8 às 10h e 20 às 22h, com valores variando de 0,1 a 0,2 metro. As ondas registram agitação fraca, com altura máxima podendo chegar a 1,5 metro. Os Índices de Radiação Solar (Radiação Ultravioleta) terão elevação, variando de 9 a 11.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) estão classificados nas categorias ‘Muito Alta e Extrema’, o que requer cuidados quanto exposição prolongada à radiação solar. Recomenda-se usar protetor/filtro solar, chapéus, bonés, óculos escuros e roupas leves, sobretudo, nos horários das 10 às 16h. Esses cuidados são essenciais, pois poderão minimizar danos à saúde, uma vez que, nesse intervalo de tempo os efeitos dos raios solares são maiores.


Secom Bahia

Escolas já podem escolher livros didáticos para 2016

Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil Edição: Graça Adjuto

Professores, diretores e coordenadores educacionais das redes públicas de ensino têm até 8 de setembro para indicar as obras mais adequadas ao projeto pedagógico de cada escola Arquivo/Valter Campanato/Agência Brasil
Começa hoje (28) o prazo para a escolha dos livros didáticos que serão utilizados pelos alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental a partir do ano que vem. Professores, diretores e coordenadores educacionais das redes públicas de ensino têm até o dia 8 de setembro para indicar as obras mais adequadas ao projeto pedagógico de cada escola no sistema eletrônico do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Para auxiliar na escolha, o FNDE disponibilizou o Guia de Livros Didáticos 2016, com resenhas e informações de cada uma das obras aprovadas para o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD).

De acordo com o FNDE, o PNLD 2016 apresenta duas novidades em relação a edições anteriores. Esta será a primeira vez que estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental receberão livros de arte – no PNLD 2015, alunos do ensino médio já foram contemplados. Além disso, os professores terão duas opções em relação aos componentes de ciências, história e geografia. Podem optar por obras específicas de cada uma dessas disciplinas ou escolher a coleção integrada de ciências humanas e da natureza.

Como regra básica, devem ser selecionadas duas opções de cada disciplina, de editoras diferentes. Caso não seja possível a aquisição dos livros da editora da primeira opção, o FNDE negociará as obras da segunda. Caso o colégio não acesse o sistema ou não registre opção em nenhum momento, será encaminhado, compulsoriamente, um dos títulos aprovados para o PNLD 2016 de cada componente curricular.

O PNBL tem por objetivo prover as escolas públicas de ensino fundamental e médio de livros didáticos e acervos de obras literárias, obras complementares e dicionários. A cada ano, o FNDE adquire e distribui livros para todos os alunos de determinada etapa de ensino, repõe e complementa os livros reutilizáveis para outras etapas. Um mesmo período recebe todos os livros novos a cada três anos.

Nesta edição do PNLD, serão selecionadas obras didáticas de todos os componentes curriculares do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. o FNDE negocia a aquisição das obras com as editoras e, em função da escala da compra, consegue preços bem abaixo dos praticados no mercado. A previsão é de comprar cerca de 50 milhões de exemplares, em benefício de 10,4 milhões de alunos dos anos iniciais do ensino fundamental.


Agora dá pra publicar no Instagram fotos em formato retrato e paisagem

Por Redação Super

O Instagram Brasil anunciou hoje as novas opções para compartilhar fotos e vídeos. Além das publicações em formato quadrado, agora dá pra postar fotos e vídeos com as orientações retrato e paisagem. A atualização já está disponível para a versão 7.5 do Instagram para iOS, na App Store da Apple, e para a versão 7.5 do Instagram para Android, no Google Play.

"O formato quadrado tem sido e sempre será parte de nós. Apesar disso, a história visual que você está tentando contar deve estar sempre em primeiro lugar, e queremos tornar fácil e divertido para você compartilhar momentos da maneira que quiser", publicou o Instagram Brasil em sua conta.

As duas novas opções aparecem logo após o usuário escolher a foto (ou vídeo). No canto inferior esquerdo da tela, é possível redimensionar a imagem. Se você abrir uma foto horizontal, estilo paisagem, o corte também será horizontal. O mesmo vale para fotos verticais/retratos. Veja no exemplo abaixo:


Além das opções de formato, o Instagram agora permite selecionar qualquer filtro para os vídeos, assim como a intensidade deles:







Fonte: Revista Superinteressante

4 materiais que vão mudar o mundo em breve

Por Raquel Sodré

O mundo está colapsando. Até aí, nenhuma novidade. A notícia boa é que tem muita gente por aí desenvolvendo novas alternativas de materais para sobrecarregar menos o planeta, tanto nos esforços necessários para a produção dos bens, como na gestão de resíduos. Materiais realmente biodegradáveis, ou com vida útil maior, ou que reaproveitam materiais e os transformam em outros produtos de grande utilidade no dia a dia. Nossa SUPERLISTA de hoje vai te mostrar quatro produtos que vão mudar o mundo quando começarem a ser amplamente usados – e algo me diz que isso não vai demorar muito.

1. Vidro com memória eterna

Todo mundo já passou pela ingrata experiência de molhar um pendrive com aquele trabalho que você levou dois meses para concluir, ou de o computador dar um defeito sem conserto antes de você fazer o backup, ou (essa é das antigas) de arranhar um CD em que você havia gravado todas as fotos daquela viagem depois de limpar o cartão da máquina. Você chorou, eu chorei, todo mundo já chorou por causa desse tipo de situação. Mas é possível que a Hitachi tenha descoberto a solução para esse problema. Eles desenvolveram um tipo de cristal de vidro que consegue guardar as informações gravadas nele para sempre. A fabricante desenvolveu um novo tipo de vidro que consegue “suportar temperaturas extremas e condições hostis sem se degradar praticamente para sempre”. Os dados são armazenados em formato binário em pontos dentro de uma finíssima camada do cristal. Atualmente, o protótipo mede 2 cm quadrados, tem 2 mm de espessura e consegue armazenar até 40 Gb, mas os cientistas da Hitachi já estão trabalhando para aumentar essa capacidade.

2. Plástico de camarão e teia de aranha

Não é bruxaria, é tecnologia. Cientistas do Wyss Institute for Biologically Inspired Engineering, da Universidade de Harvard, inventaram um tipo de plástico totalmente biodegradável feito da quitina, um polissacarídeo duro retirado da casca do camarão junto com a proteína que faz a teia da aranha ser elástica. O novo produto foi chamado de Shrilk, e promete ser a solução para um dos maiores problemas ambientais do mundo, que é o descarte de plásticos derivados de petróleo.

3. Aerogel


Parece fumaça congelada. Só de olhar, não dá pra botar fé de que o aerogel é um sólido. Mas, na verdade, ele é o sólido mais leve e de menor densidade do mundo. Feito retirando todo o líquido da sílica – mesmo mineral de que se faz vidro e areia -, o gel sólido promete ter muitas aplicações em um futuro próximo. Com uma estrutura extremamente porosa, ele poderá ser usado para isolar as casas do futuro do calor. Hoje em dia, já há roupas de bombeiros que são feitas com o material.

4. Madeira biossintética

Se você viveu no Brasil nos últimos 20 anos, sabe que um dos nossos maiores problemas ambientais é o desmatamento. Mas como conter o desmatamento, se boa parte dos produtos que usamos em nosso dia a dia são feitos de madeira (pense em todos os móveis da sua casa, faculdade e/ou do seu local de trabalho)? Foi para resolver esse problema que surgiu a madeira biossintética. Fabricada a partir de materiais orgânicos que seriam, em tese, desperdiçados – como a casca do coco -, a novidade permite substituir a madeira retirada dos troncos de árvores. O material ainda não é produzido no Brasil, mas isso pode mudar em breve. Em Belo Horizonte, um grupo de alunos do Centro Universitário Uni-BH ganharam um prêmio por terem desenvolvido uma máquina que permitiria a produção da madeira biossintética a partir de fibra de coco.



Fonte: Revista Superinteressante

Papiro que diz que Jesus tinha esposa é autêntico, afirmam cientistas

POR Ione Aguiar 

Três equipes de cientistas de Harvard, de Columbia e do MIT (Massachussetts Institute of Technology) concluíram que um antigo papiro que diz que Jesus era casado não é uma falsificação.


O chamado "Evangelho da Esposa de Jesus" foi escrito na língua copta, idioma extinto no século XVII, e descoberto em 2012.

Ele contém a frase "Jesus disse-lhes: 'Minha esposa ...", e também uma referência a uma discípula mulher: "ela poderá ser minha discípula".

À ocasião da descoberta, o jornal do Vaticano declarou que o papiro era falso, tinha gramática pobre e origem incerta.

Agora, novas análises científicas indicam que o papiro de 4 cm por 8 cm é perfeitamente autêntico.

Segundo artigo publicado na Harvard Theological Review, o documento remonta mais provavelmente do período entre os séculos 6 e 9 d.C. "A composição química do papiro e os padrões de oxidação são consistentes com outros papiros antigos, ao comparar o fragmento do Evangelho da Esposa de Jesus com o Evangelho de João", escreveram os pesquisadores.

Mistério

Os resultados do teste não provam que Jesus tinha, de fato, uma esposa. Karen King, historiadora da Harvard Divinity School que recebeu o papiro de um colecionador anônimo, afirmou que a grande conclusão que se pode tirar do documento é que temas como sexo, celibato e casamento eram muito discutidos no cristianismo primitivo.

Na mesma edição da Harvard Theological Review em que a autenticidade do papiro é defendida, outro pesquisador declara que a relíquia é "tão falsa que parece perfeita para uma esquete do Monty Phyton".

O egiptologista Leo Depuydt, da Brown University, afirma que erros gramaticais do copta e o uso seletivo de negrito nas palavras "minha esposa" são indícios de que se trata de uma falsificação.


Fonte: BRASIL POST

Hospitais credenciados têm 341 leitos para transplante de medula óssea no país

Da Agência Brasil Edição: Maria Claudia

O Ministério da Saúde informou hoje, em nota, que em 2014 foram feitos 2.076 transplantes de medula óssea. Atualmente, existem 177 hospitais autorizados a fazer transplantes de medula óssea no país, sendo 86 para autólogos (autotransplante), 59 para alogênicos aparentados e 32 para alogênicos não aparentados.

Até o momento, segundo o ministério, 341 leitos estão habilitados a receber o paciente transplantado. O processo de regulação para transplantes não-aparentados está em discussão com o Sistema Nacional de Transplantes, o INCA e a Coordenação-Geral de Regulação do Ministério da Saúde, uma vez que a compatibilidade entre doador e receptor é o fator mais importante para esse tipo de transplante. O Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome) tem cerca de 3,6 milhões de cadastros no Brasil e é o terceiro maior banco de doadores de medula óssea do mundo, informa o ministério..

Em uma década, o Brasil praticamente dobrou o número de transplantes, saltando de 12.722 cirurgias, em 2003, para 23.227, em 2014, acrescenta a nota. De 2003 a 2013, o repasse de recursos cresceu  328% , passando de R$ 327,8 milhões para R$ 1,4 bilhão. A rede credenciada é composta pelos hospitais transplantadores, equipes que fazem transplante, comissões intra-hospitalares de doação e transplantes e organizações de procura de órgãos. Cerca de 95% dos procedimentos são realizados pelo SUS.

Os dados foram enviados a pedido da Agência Brasil. A Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea iniciou ontem (26), em Foz do Iguaçu, no Paraná, um debate sobre o assunto no 19º Congresso Brasileiro de Transplante de Medula. De acordo com médicos que participam do evento, que prossegue até sábado (29), devido à falta de leitos, mais de mil pessoas estão na fila para transplante de medula óssea no Brasil.

A presidenta da Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea, Lúcia Silla, disse, em entrevista à Agência Brasil, na quarta-feira (26), que muitos pacientes esperam atualmente até dois anos para fazer o transplante, quando deveriam esperar apenas sete meses.


Kassab diz que 15% da população será beneficiada pelos programas habitacionais

Marieta Cazarré - Repórter da Agência Brasil Edição: José Romildo

Em exposição hoje (27), no Plenário da Câmara dos Deputados, o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, disse que até 2018 quase 15% da população brasileira será diretamente atendida pelos programas habitacionais do governo.

Ao lembrar que o programa Minha Casa, Minha Vida prevê a entrega, nesse período, de 7 milhões de casas, ele acrescentou: “Se levarmos em consideração que a média [a ser beneficiada] é quatro pessoas por família, estamos falando em aproximadamente 28 milhões de pessoas atendidas”, disse.

Kassab falou ainda sobre mobilidade, planejamento urbano, acessibilidade e saneamento. “Temos uma legislação, regida por decreto, que prevê até 2033 a quase universalização do tratamento de esgoto no país: isso significa [atendimento] de 92% [das necessidades brasileiras]”, disse.

O ministro ressaltou a importância de financiamento e parcerias público-privadas no setor para atingir a meta definida pela legislação. O ministro observou que saneamento não abarca somente o esgotamento, mas também a construção de reservatórios e projetos de captação de água.

Em relação à mobilidade urbana, Kassab disse que as grandes cidades brasileiras não tiveram a visão de investir em transporte público sobre trilhos há décadas atrás e que, hoje, é muito mais caro construir metrô em razão do desenvolvimento das cidades.

“Se cidades como Buenos Aires, Nova Iorque, Paris e Londres têm linhas de metrô há 80, 90, cem anos, nada explica o Brasil não ter”, afirmou.

O ministro lembrou que há dois anos a população brasileira foi às ruas, pacificamente, reivindicar a melhoria do transporte público. Em razão dos protestos, os governos estaduais e federal criaram o Plano de Mobilidade. O plano vai necessitar de capital privado “na construção de metrôs, de trens, de linhas de BRT's, de corredores de ônibus e outros investimentos importantes em mobilidade”, afirmou.


Redução da maioridade penal será erro histórico sem perdão, diz Cardozo

Vinícius Lisboa – Repórter da Agência Brasil Edição: Maria Claudia

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, publica no Facebook, resposta a um internauta que participou, enviando uma pergunta pelo Dialoga Brasil (Naiara Pontes/SG - Divulgação)
O ministro da Justiça responde a perguntas de internautas  que  participaram  do  programa

Naiara Pontes/SG - Divulgação
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou hoje (27) no Facebook, em resposta à pergunta de um internauta enviada ao Programa Dialoga Brasil, que,se  o Brasil seguir o caminho da redução, cometerá "um erro histórico sem perdão no futuro".

O perfil do Dialoga Brasil chegou a postar uma foto do ministro em frente a um computador para "provar" que ele estava acompanhando, e respondendo às perguntas:

"Sou eu mesmo, afinal, seria absurdo se o ministro da Justiça incorresse em crime de estelionato...rsrs [risos]", publicou o perfil Dialoga Brasil, como resposta a um internauta que questionou "quem garantia que o próprio ministro estava respondendo".

Cardozo afirmou que "colocar jovens sob o Código Penal será um equívoco gravíssimo" e disse que a redução da maioridade reduzirá as possibilidades de ressocialização dos jovens infratores.

"Além disso, todos sabem que o Sistema Penitenciário Brasileiro é uma verdadeira escola de criminalidade. Pessoas que praticam delitos, às vezes até graves, entram nessas unidades como delinquentes isolados, mas saem como membros de organizações criminosas com periculosidade social muito maior. A redução amplia o universo das organizações criminosas e são responsáveis por parte da violência que vivemos".

Ao todo, 22 perguntas foram respondidas entre mais de 170 comentários postados no tópico. Outros assuntos levantados foram a segurança das fronteiras, a integração das forças de segurança e a violência nos presídios.

O perfil do Dialoga Brasil publicou como resposta a um internauta que um dos problemas centrais do sistema de segurança pública no país "é a absoluta falta de integração entre os corpos que atuam nessa área" e citou a criação de centros integrados de Comando e Controle como uma das iniciativas que enfrentam essa questão.

A outro internauta que perguntou o posicionamento de Cardozo sobre os conflitos fundiários entre indígenas e não indígenas em Mato Grosso do Sul, o ministro respondeu que esse é um dos principais problemas do país. "Só vejo um caminho seguro e rápido para a solução desse problema: é a busca da mediação de conflitos por meio de mesas de diálogo que reúnam governo federal, governos estaduais, ministério público, poder judiciário e todos os interessados diretos na solução desses conflitos."


Armar a população para reduzir violência é equívoco, diz Cardozo no Facebook

Vinícius Lisboa - repórter da Agência Brasil Edição: Armando Cardoso

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, respondeu hoje (27) a perguntas de internautas no Facebook, como parte do Programa Dialoga Brasil, do governo federal. Em uma das respostas, Cardozo manifestou-se sobre uma possível revogação do Estatuto do Desarmamento. "É um equívoco, demonstrado por estudos de segurança pública, afirmar que a criminalidade e a violência são reduzidas quando a população está armada", afirmou o ministro.

Para José Eduardo Cardozo, arma não é  instrumento de defesa, mas de ataqueArquivo/Antonio Cruz/Agência Brasil
"Arma não é instrumento de defesa, mas de ataque. Quando uma pessoa tenta se defender utilizando uma arma, na maior parte das vezes, não só não coíbe a violência, mas também se torna vítima", disse Cardozo. "Tenho uma posição, portanto, de absoluto convencimento, a partir de estudos científicos, de que, em vez de armá-las, é fundamental desarmar as pessoas para combater a violência."

Cardozo acrescentou outros riscos na avaliação sobre porte de armas. "As pessoas sem antecedentes criminais, em momentos de desatino, cometem crimes violentos, matando esposas, maridos, filhos e outros. Também é sabido que armas são roubadas de cidadãos que não praticam crimes e servem a atos violentos. Do mesmo modo, é sabido que crianças pegam armas dos pais, ferem e matam."

O ministro acrescentou que informações falsas são espalhadas por lobbies de indústrias interessadas em ampliar seus mercados, "visando a obter lucros à custa da vida de seres humanos"

O perfil do Dialoga Brasil chegou a postar uma foto do ministro em frente a um computador para "provar" que ele estava acompanhando e respondendo às perguntas.

"Sou eu mesmo. Afinal, seria absurdo se o ministro da Justiça incorresse em crime de estelionato...[risos]", publicou o Dialoga Brasil, em resposta a um internauta que questionou a presença do ministro.

Entre os temas mais perguntados, destacou-se a cobrança pela contratação de candidatos aprovados no concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF), feita por ao menos 30 internautas. O ministro reconheceu que são necessários mais homens e mulheres na PRF, mas ressaltou que é precisonte "estar sempre às condições orçamentárias e financeiras".

"Estamos buscando a ampliação de efetivos da PRF no limite de nossas possibilidades orçamentárias e financeiras. Tudo o que pode ser feito está sendo feito", disse Cardozo a outro internauta.

Outro questionamento que se repetiu foi a respeito dos vazamentos de informações das investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Cardozo afirmou que "não cabe ao ministro [da Justiça] orientar a Polícia Federal acerca de quem deve ou pode ser investigado". Cardozo esclareceu, entretanto, que o ministro deve determinar investigações "sempre que existirem indícios de autoridades policiais que cometem ilegalidades e agem com abuso de poder".

"Temos inquéritos de processos disciplinares abertos por vazamentos ilegais e outros atos arbitrários que possam ter ocorrido em investigações. Essa é a postura que tenho por correta e que será adotada pelo ministro da Justiça enquanto couber a mim a direção da pasta", concluiu.


Em discurso sobre esporte, Dilma diz que é preciso respeitar adversários

Luana Lourenço – Repórter da Agência Brasil Edição: Maria Claudia

A presidenta Dilma Rousseff recebeu hoje (27) a delegação brasileira que representou o Brasil nos Jogos Pan-Americanos e Para Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, em uma cerimônia que também comemorou os dez anos do Programa Bolsa Atleta.

Antes do evento, Dilma tirou fotos com os atletas no Salão Leste do Palácio do Planalto. Ao chegar ao Salão Nobre, a presidenta foi anunciada pelo cerimonial, mas barrada por alguns minutos para a passagem dos atletas cadeirantes. No discurso, Dilma  disse que se emocionou com as histórias de superação, principalmente dos paratletas, e elogiou o que chamou de “ética do esporte”, com valores ligados à cooperação e ao respeito ao adversário.

“[O esporte] mostra que é possível sofrer derrotas, dificuldades no caminho, mas que todo atleta levanta e segue em frente. Muitas vezes não ganha na primeira, mas ganha na segunda, ou ganha na terceira, e segue lutando para ganhar e respeita também o resultado do outro atleta que é o vencedor”.

Dilma citou o nadador Thiago Pereira, que se tornou o maior medalhista dos Jogos Pan-Americanos, com 23 medalhas, uma a mais que o cubano Erick Lopez, como exemplo dos ensinamentos do esporte sobre respeito ao adversário, mesmo que o placar seja apertado.

“Fiquei muito feliz em saber que o Thiago ganhou por uma medalha do cubano, ele tem 23 e o cubano tem 22 e aí ele é o maior atleta pan-americano. É obvio que ele respeita o cubano que tem 22, mas é inequívoco que ele é o primeiro nessa história. Essa é uma da ética do esporte: você vence, mas respeita o adversário, porque o adversário qualifica o vencedor”, afirmou.

A presidenta comemorou os dez anos do Bolsa Atleta, que beneficiou 15 mil atletas com R$ 600 milhões, e disse que o governo vai continuar aplicando recursos na formação e no apoio a esportistas brasileiros.

“Vamos continuar investindo de forma determinada e consistente no esporte nacional. Vamos continuar aperfeiçoando a Bolsa Atleta, a Bolsa Pódio e dar suporte a atletas que permitem que o Brasil mostre sua força e sua capacidade nos jogos."

Dilma também destacou a construção de 18 centros de treinamento para formação de atletas e a preparação para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio, em 2016, como oportunidades de avanço nas políticas de esporte e convocou a torcida brasileira a apoiar os atletas nacionais nas competições do ano que vem.

Bolsa Atleta

De acordo com o Ministério do Esporte, desde 2005, o programa beneficiou mais de 15 mil atletas com 43 mil bolsas, num total de R$ 600 milhões.

Das 141 medalhas conquistadas pelo Brasil no Pan-Americano de Toronto, 121 vieram de atletas e equipes que recebem bolsas do governo federal. Nos Jogos Para Pan-Americanos, dos 257 atletas brasileiros medalhistas, 254 recebem a bolsa.

O programa beneficia de atletas de base aos de alto rendimento que alcançam bons resultados em competições nacionais e internacionais. As bolsas variam de R$ 370 (atletas de base) a R$ 15 mil (nível mais alto da categoria Pódio) por mês, pagas durante o ano em que o atleta foi contemplado. Em 2015, são 6.093 os esportistas beneficiados. O investimento previsto para este ano é R$ 81,6 milhões.


CNBB defende combate à corrupção e condena descriminalização do uso de drogas

Paula Laboissière - Repórter da Agência Brasil Edição: Armando Cardoso

Ao lado do presidente e do vice-presidente da CNBB, dom Sérgio da Rocha e dom Murilo Krieger, o secretário-geral da  entidade,  dom  Leonardo  Steiner (E),  diz que não há elementos para impeachment  Elza  Fiuza/Agência  Brasil
A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou hoje (27) nota defendendo o diálogo e a luta contra a corrupção como meios de preservar e promover a democracia. Denominado Carta da CNBB a Favor do Brasil, o documento diz ser inaceitável que interesses públicos e coletivos se submetam aos interesses individuais, corporativos e partidários.

"Pagamos um alto preço pela falta de vontade política de fazer as reformas urgentes e necessárias, capazes de colocar o Brasil na rota do desenvolvimento com justiça social", destacou o comunicado, citando as reformas política, tributária, agrária, urbana, previdenciária e do Judiciário.

De acordo com a CNBB, o gasto com a dívida pública e o ajuste fiscal, entre outras medidas para retomada do crescimento, "colocam a saúde pública na UTI [unidade de terapia intensiva], comprometem a qualidade da educação, inviabilizam a segurança pública e inibem importantes conquistas sociais".

O documento faz referência à corrupção como uma "metástase que tinge de morte não só os poderes constituídos, mas também o mundo empresarial e o tecido social". "Combatê-la de forma intransigente supõe assegurar uma justa investigação de todas as denúncias que vêm à tona com a consequente punição de corruptos e corruptores".

Sobre a possibilidade de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, o arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, dom Sérgio da Rocha, disse que o assunto não foi tratado pela entidade.

Bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da CNBB, dom Leonardo Steiner destacou que, para o impeachment, são necessários elementos consistentes, que, segundo ele, não existem até o momento.

Durante entrevista coletiva, a CNBB liberou uma segunda nota, manifestando-se contra a descriminalização do uso de drogas. O comunicado acrescenta que a dependência química representa um dos grandes problemas de saúde pública e de segurança no Brasil e interfere gravemente na estrutura familiar e social.

"Ela está entre as causas de inúmeras doenças, de invalidez física e mental e de afastamento da vida social. Conforme o texto, a dependência, que atinge especialmente adolescentes e jovens, é fator gerador de violência social, além de provocar no usuário alteração de consciência e de comportamento.

O caminho defendido no documento e considerado pela entidade como mais exigente e eficaz é a intensificação de campanhas de prevenção e combate ao uso de drogas, acompanhada de políticas públicas nos campos da educação, do emprego, da cultura, do esporte e do lazer para a juventude e a família.

"A liberdade pessoal tem a ver com a relação da convivência humana, que precisa ser preservada", informou dom Leonardo Steiner. "A droga não deixa a pessoa chegar à sua plenitude. A droga anestesia", concluiu.


Venezuela faz censo da população que vive ao longo da fronteira com a Colômbia

Monica Yanakiew – Correspondente da Agência Brasil/EBC Edição: Denise Griesinger

Soldados colombianos são observados por militares venezuelanos, enquanto ajudam compatriotas a atravessar a fronteira dos dois países, pelo Rio TachiraMauricio Duenas Castaneda/EPA/Agência Lusa
O governo venezuelano iniciou hoje (27) um censo da população que vive e trabalha ao longo dos 2,2 mil quilômetros da fronteira com a Colômbia. Na semana passada, mais de mil colombianos que viviam ilegalmente no estado venezuelano de Tachira foram deportados ou fugiram, levando o que podiam, depois que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou o fechamento de parte da fronteira e estado de emergência constitucional em seis municípios.

O fechamento foi anunciado há sete dias, depois que um civil e três militares venezuelanos foram atacados pelas costas por homens armados, que fugiram de moto. Os soldados estavam patrulhando a região de Tachira, para impedir o contrabando de alimentos e gasolina subsidiados pelo governo da Venezuela e vendidos a preços mais caros na Colômbia. Maduro atribuiu o ataque a “paramilitares colombianos”.

Na quarta-feira (26), as chanceleres da Colômbia, María Ángela Holguín, e da Venezuela, Delcy Rodríguez, reuniram-se na cidade colombiana de Cartagena das Índias para discutir a crise. “Foi a reunião mais franca e realista que tivemos”, disse Holguín. Ambas concordaram que, embora o contrabando prejudique os dois países, a Venezuela é mais prejudicada, pois enfrenta uma crise financeira e de desabastecimento, devido à queda no preço do petróleo, principal produto de exportação.

Holguín agradeceu a generosidade da Venezuela, que acolheu milhares de migrantes colombianos – muitos dos quais fugiram da guerra civil, que dura 50 anos, envolvendo as Forças Armadas, grupos guerrilheiros, narcotraficantes e paramilitares. Ela disse ainda que o fechamento das fronteiras prejudica muitas famílias inocentes, que vivem do comércio legal entre os dois países.

A chanceler venezuelana Delcy Rodríguez atribuiu boa parte da crise às notícias “mentirosas” divulgadas pela imprensa, sobre os maus-tratos aos colombianos deportados. A crise ocorre em ano eleitoral nos dois paises: em outubro os colombianos elegerão governadores de 32 departamentos (equivalentes aos estados brasileiros) e prefeitos de mais de mil municípios. Em dezembro, a Venezuela realizará eleições legislativas.

Delcy Rodríguez disse que, para evitar mal-entendidos, os dois governos decidiram negociar diretamente, com a participação de autoridades regionais e das áreas econômica e de segurança. Ela disse que pediu à Colombia os nomes dos paramilitares que atuavam no país. A fronteira dos dois países continua fechada.

O governo colombiano pediu autorização à Venezuela para enviar ônibus à região de fronteira e ajudar os deportados a transportar seus pertences. O país também se comprometeu em implementar políticas sociais para ajudar os repatriados a se instalarem em seu país.

Analistas políticos concordam que – apesar da boa vontade manifestada pelos dois governos – os problemas fronteiriços são difíceis de resolver. O governo colombiano ainda negocia a paz com o principal grupo guerrilheiro do país, as Forças Armadas Revolucionárias da Colombia (Farc). Além disso, as diferenças na política cambial dos países estimulam contrabandistas que lucram com a venda de produtos baratos venezuelanos na Colômbia.


Coutinho diz que nunca houve interferência de Lula em projetos do BNDES

Carolina Gonçalves – Repórter da Agência Brasil Edição: Denise Griesinger

Em depoimento à CPI do BNDES, Coutinho disse que Lula nunca interferiu em projetos do bancoAntonio Cruz/Agência Brasil
O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) afirmou hoje (27) que nunca houve interferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ex-ministro José Dirceu em projetos financiados pela instituição. “Lula jamais solicitou ou interferiu no BNDES a respeito de qualquer projeto específico. Mesmo como presidente, não me recordo de ele ter me perguntado sobre projetos específicos. Nas poucas conversas que tivemos, jamais houve intervenção ou questões relativas a projetos do BNDES”, disse em depoimento na comissão parlamentar de inquérito (CPI) criada para apurar denúncias sobre empréstimos feitos pelo BNDES a empresas e empreiteiras, nos anos de 2003 a 2015.

Luciano Coutinho afirmou que a prioridade do banco é a infraestrutura do país e que os investimentos em projetos de exportação de bens e serviços representam uma "proporção pequena" dos recursos aplicados. “Nos últimos quatro anos, o BNDES direcionou R$ 245 bilhões para infraestrutura no Brasil e R$ 14 bilhões para projetos de exportação”, informou.

O presidente do BNDES acrescentou que as operações do banco não estão restritas a “uma meia dúzia de empresas favoritas”. “Das mil maiores empresas brasileiras, [o BNDES] apoiou 804. Somos abertos a receber toda e qualquer empresa que bate na nossa porta e examinar seus projetos.”

No depoimento, o presidente do BNDES também disse que a instituição adotou procedimentos de maior cautela, diante dos resultados da Operação Lava Jato, que investiga irregularidades na Petrobras. Segundo ele, as operações de financiamento contratadas por essas empresas estão sendo tratadas caso a caso.

“Dentro da lei, estamos reexaminando as condições de rating e capacidade econômica e financeira das empresas”, explicou. Segundo ele, as empresas citadas só estarão impedidas de contratar empréstimos quando forem condenadas pela Justiça. “Não podemos julgar [as empresas] inidôneas antes que a Justiça o faça. Porém, por dever de cautela, temos que rever as condições cadastrais, econômica e financeira. Em alguns casos, essas condições impedem que possamos operar. Em outros casos, é preciso separar de maneira clara, qual o CNPJ [Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica] específico que esteve envolvido em prática de corrupção, separando dos que não estão envolvidos”, afirmou.

Luciano Coutinho evitou tratar de cada caso e pediu “por delicadeza” que isso fosse feito em outra sessão reservada. Perguntado sobre o patrocínio de eventos com dinheiro do banco, como o que ocorreu no Congresso do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) no ano passado, Coutinho explicou que o BNDES apoia “amplamente” eventos, congressos e seminários de diversos segmentos. “Nós não fazemos um controle ideológico desses apoios. São republicanamente distribuídos para a sociedade contemplando todos os segmentos, principalmente os empresariais. Não há motivação política e ideológica nesses patrocínios.”

Na abertura da reunião da CPI, Coutinho explicou o funcionamento do banco e quais os procedimentos são seguidos antes da liberação de um contrato de financiamento. Ele afirmou que o BNDES é uma instituição “sólida e prudente” e tem carteira de operações de alta qualidade. “Muito superior à média das instituições financeiras nacionais, com 99,7% da carteira do grupo AA-C [rating de alta qualidade]. Isso se reflete em baixíssima inadimplência [taxa de 0,05%].”

Sobre as operações de comércio exterior financiadas pelo BNDES, Coutinho explicou que as exigências são ainda maiores para assegurar garantias à instituição. Ele ainda acrescentou que o banco não faz repasses para o exterior. “Não há transferência de moeda estrangeira para o exterior. Quando se apoia obra no exterior, não existe transferência de dinheiro. O que se passa é, para a produção de bens e serviços que serão exportados, a produção é auditada passo a passo e, na medida em que vai se concretizando, o BNDES disponibiliza [recursos] em reais, no Brasil, para o exportador. Essa exportação vai gerar obrigação para o importador de pagamento a longo prazo em moeda forte”, explicou, ao reafirmar que não há financiamento de gastos locais no exterior.

Coutinho reforçou ainda que o BNDES tem compromisso “profundo” com a transparência e assegurou que, hoje, todos os dados de operações do banco realizadas entre 2002 e 2015 estão disponíveis e qualquer pessoa pode ter acesso a informações sobre beneficiários, taxas de juros, prazos e locais. O mesmo ocorre para as operações de financiamento à exportação e a obras no exterior desde 2002. Os dados incluem o desembolso, em 2012, de recursos para financiamento à exportação de bens e serviços de empresas brasileiras para Cuba e Angola. “Essas operações já foram desclassificadas como sigilosas e estão todas públicas”, disse. "Não há dinheiro a fundo perdido para Cuba”, acrescentou ao citar a operação de financiamento do Porto de Mariel, em Cuba.

*Matéria alterada às 17h25 para acréscimo de informações e alteração do título


Refugiados são encontrados mortos dentro de caminhão na Áustria

Da Agência Lusa

Especialistas forenses investigam caminhão encontrado em rodovia, na Áustria, com pelo menos 50 refugiados mortosRoland Schlager/APA/Agência Lusa
Pelo menos 50 refugiados morreram asfixiados em um caminhão frigorífico, encontrado em uma autoestrada da Áustria, informou hoje (27) a polícia austríaca. Os refugiados viajavam ilegalmente.

Os corpos foram encontrados em um caminhão abandonado na autoestrada A4, entre o Lago Neusiedl e a localidade de Pandorf, no estado de Burgenland, na fronteira com a Hungria.

Em entrevista à imprensa, o diretor da polícia do estado, Hans Peter Doskozil, afirmou que o número ainda não é exato e pode variar de 20 a 50. A polícia procura o motorista do veículo.

A ministra austríaca do Interior, Johanna Mikl-Leitner, afirmou, na cidade de Eisenstadt, que "os traficantes de pessoas são criminosos" e prometeu que tudo será feito para encontrar os responsáveis.

 A chanceler alemã, Angela Merkel, declarou que o caso é um aviso para que a Europa enfrente a crise migratória, informou a agência de notícias France Presse (AFP).

"Fomos todos abalados pelas notícias horríveis de que até 50 pessoas morreram, pessoas que vinham à procura de segurança", disse a chefe do governo alemão em uma cúpula com líderes da região, em Viena.

"É a minha convicção firme que a Europa, como continente rico, é capaz de resolver o problema" da chegada em massa de pessoas que fogem de conflitos, afirmou Angela Merkel.

"Os países de trânsito nos Balcãs ocidentais enfrentam desafios enormes", afirmou a líder alemã, defendendo que a União Europeia tem "responsabilidade de os ajudar".

Os chefes de governo da Alemanha e da Áustria, Angela Merkel e Werner Faymann, respetivamente, pediram hoje que os líderes europeus trabalharem para resolver o problema dos refugiados com solidariedade, acrescentou a agência espanhola EFE.

O chefe de Governo austríaco disse que é necessário chegar a um acordo sobre uma "distribuição justa, com cotas obrigatórias" das pessoas entre os países-membros da União Europeia.


Crescimento econômico nos EUA é maior que o previsto

Da Agência Lusa

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu 3,7% no segundo trimestre, de acordo com a segunda estimativa publicada hoje (27) pelo Departamento do Comércio. O índice é superior às previsões dos analistas.

A primeira estimativa apontava crescimento anual de 2,3%, e os analistas previam que a alta agora fosse revista para 3,1%.


PF desarticula maior quadrilha de traficantes de drogas sintéticas do país

Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil Edição: Denise Griesinger

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (27) a Operação Quinto Elemento, para desarticular uma quadrilha especializada no tráfico de drogas sintéticas. O grupo, segundo a corporação, atua em Goiás, mas tem colaboradores em diversos estados do país.

Cerca de 400 policiais federais cumprem 145 mandados judiciais em Goiás, em São Paulo, no Paraná, no Tocantins, na Bahia, em Minas Gerais e no Distrito Federal. São 30 mandados de prisão temporária, oito de prisão preventiva, 40 de condução coercitiva, 55 de busca e apreensão e 12 de sequestros de bens imóveis, incluindo um prédio residencial de 20 apartamentos.

De acordo com nota da PF, a quadrilha utilizava empresas regularizadas para a aquisição de produtos químicos usados para sintetizar os mais variados tipos de droga – desde anfetaminas até cocaína.

“A grande quantidade de produtos químicos adquiridos chamou a atenção dos investigadores, que constataram um esquema econômico organizado para o tráfico, com a participação de farmácias, laboratórios e vendedores, que se utilizavam de veículos de luxo para comercializar a mercadoria ilegal”, destacou o comunicado.

Ainda segundo a PF, durante as investigações, foram desmontados oito laboratórios sendo que, em apenas um deles, foram apreendidos cerca de 630 mil comprimidos conhecidos como ecstasy do Paraguai, também usados como rebite, prontos para o consumo. O volume é superior à quantidade apreendida pela corporação durante todo o ano de 2015.

Em outro laboratório, foram encontrados aproximadamente 800 mil comprimidos. As investigações apontam que, em oito meses, um dos laboratórios gerenciados pela organização movimentou cerca de R$ 240 milhões.

“Todos os envolvidos responderão por tráfico de drogas, associação para o tráfico, falsidade ideológica e tráfico de produtos químicos para a produção de drogas”, informou a nota.

O nome de batismo da operação faz referência ao éter, que era considerado por alquimistas o quinto elemento e está relacionado à quantidade da substância encontrada no primeiro laboratório investigado.

Relatório sobre causas da queda de avião na Ucrânia será divulgado em outubro

Da Agência Lusa Edição: Graça Adjuto

O relatório final sobre as causas da queda do avião da Malaysia Airlines, que fazia o voo MH17, em julho de 2014 no Leste da Ucrânia, com 298 pessoas a bordo, será publicado no dia 13 de outubro, informou o Conselho Holandês de Segurança (OVV) encarregado do inquérito. O órgão adiantou que as famílias serão informadas das conclusões do relatório antes de sua publicação oficial.

A investigação é feita sobre as causas do acidente e não sobre a identidade dos responsáveis. Um relatório preliminar do conselho afirmou que o avião tinha sido abatido “por grande número de projéteis”, o que levantou suspeitas de disparo de um míssil terra-ar.

O inquérito penal, coordenado pela procuradoria holandesa, é conduzido por especialistas holandeses, belgas, ucranianos, australianos e malaios. Esses últimos anunciaram, no início deste mês, que identificaram elementos “provavelmente” de um míssil BUK, de origem russa.

O Boeing 777 da Malaysia Airlines caiu em 17 de julho de 2014 no Leste da Ucrânia, em área de combates entre separatistas pró-russos e forças governamentais, quando fazia a ligação entre Amesterdã e Kuala Lumpur.

Foram encontradas e identificadas partes de corpos de todos os passageiros, com exceção de dois holandeses.

A Ucrânia e os Estados Unidos afirmam que a aeronave foi abatida pelos separatistas pró-russos, com um míssil terra-ar do tipo BUK, fornecido pela Rússia. Moscou atribui às forças ucranianas.


Três cidades sírias têm acordo de cessar-fogo de 48 horas

Da Agência Lusa Edição: Graça Adjuto

Um novo cessar-fogo de 48 horas entrou em vigor hoje (27) em três cidades da Síria, após negociações entre as forças do regime e os rebeldes, informou um mediador e a organização não governamental Observatório Sírio para os Direitos Humanos, com sede no Reino Unido.

A organização informou que os combates e o lançamento de foguetes estão suspensos em Zabadani, último reduto rebelde na fronteira sírio-libanesa, e em Fuaa e Kafraya, na província de Idlib, no Noroeste, controladas pelas forças do regime.

Mohammed Abu Qassem, mediador da trégua, informou que o cessar-fogo começa às 6h locais (0h em Brasília). A nova trégua de dois dias segue os mesmos moldes de outra, acordada no início do mês.

Cessar-fogos locais têm sido aplicados periodicamente em algumas regiões da Síria, geralmente para permitir que a ajuda alimentar e médica chegue a áreas sitiadas.

Desde o início do conflito na Síria, em março de 2011, o conflito na Síria causou mais de 240 mil mortos e forçou milhões de pessoas a abandonar suas casas.


Nível do mar subiu em média 8 centímetros desde 1992

Da Agência Lusa

Dados da Nasa mostram que aumento do nível do mar deve manter-se nos próximos anos
O nível do mar subiu, em média, quase 8 centímetros em todo o mundo desde 1992 devido ao aquecimento global, informou nessa quarta-feira (26) a agência especial norte-americana (Nasa, a sigla em inglês), alertando que a tendência deverá manter-se nos próximos anos.

Um grupo de cientistas da agência apresentou os mais recentes dados sobre o aumento do nível da água do mar em todo o mundo – que foi, em média, 7,62 centímetros superior ao de 1992 –, apesar de o panorama variar em diferentes regiões. Em alguns casos, o nível chegou a superar os 22 centímetros.

A Nasa também publicou um vídeo, com os dados obtidos pelos seus satélites, em que se verifica, por uma gradação de cores, a evolução em cada parte do mundo nos últimos 23 anos.

As costas da Ásia e Oceania, no Pacífico, juntamente com o Mediterrâneo Oriental e a costa da América, foram as mais prejudicadas pela subida do nível do mar.

O aquecimento global, provocado principalmente pela atividade humana, é o principal culpado pelo aumento do nível dos oceanos e dos mares, na medida em que é responsável pelo degelo da Antártida e pela subida da temperatura da água.

“É muito provável que a situação piore no futuro”, alertou Steve Nerem, geofísico da Universidade do Colorado, durante a apresentação dos dados.

Os cientistas alertaram que mesmo que sejam tomadas medidas para tentar reverter a situação, seriam necessários séculos para voltar aos níveis anteriores às alterações climáticas.

A subida do nível da água do mar põe em risco o futuro de inúmeras cidades e povoações costeiras, ameaçando fazer desaparecer uma série de ilhas e, no caso do Pacífico em especial, países inteiros.

Sérvia e Macedônia exigem plano da União Europeia para gerir crise de refugiados

Da Agência Lusa Edição: Graça Adjuto

A Sérvia e a Macedônia exigiram hoje (27) mais ajuda e um plano da União Europeia (UE) para gerir a crise humanitária causada pela onda de refugiados que passam por estes países para alcançar a Europa Ocidental.

“Este é um problema da UE, mas é a nós que exigem um plano de ação. No entanto, antes disso, a própria UE deveria ter um plano”, assinalou o ministro dos Negócios Estrangeiros sérvio, Ivica Dacic, em coletiva de imprensa, antes do início de uma cúpula regional sobre os Balcãs, em Viena, na Áustria.

“A menos que encontremos uma resposta europeia, não deveríamos ter a ilusão de que isto pode ser resolvido”, disse o ministro de Relações Exteriores da Macedônia, Nikola Poposki, adiantando que o seu país recebe diariamente cerca de 3 mil pessoas que vêm da Grécia, país membro da União Europeia.

A Macedônia e a Sérvia não são membros da UE e têm o estatuto de “países em via de adesão”. Dezenas de milhares de refugiados das guerras no Oriente Médio, sobretudo sírios e iraquianos, além de afegãos, cruzaram os Balcãs nas últimas semanas tentando chegar à Europa Ocidental.

A Hungria, que tem fronteira com a Sérvia, é o primeiro país de uma zona de livre circulação comunitária, chamada espaço Schengen, a partir do qual os refugiados tentam alcançar outros países, sobretudo Alemanha e Suécia.

Dacic classificou a situação atual como a “pior crise de refugiados desde a 2ª Guerra Mundial” e acusou alguns países de terem causado os problemas nas áreas de conflito de onde vêm os refugiados.

O chefe da diplomacia austríaco e anfitrião da cúpula, Sebastian Kurz, acusou as autoridades gregas de deslocarem deliberadamente os refugiados para o Norte da Grécia, de onde passam para a Macedônia, a Sérvia e a Hungria.

“Temos de ser autocríticos (…) É uma vergonha que um país da UE deixe passar todos os dias refugiados para um país não-membro do bloco”, disse Kurz.

“Devemos ter uma solução comum, senão cada vez mais países tomarão medidas unilaterais que vão contra a ideia de uma Europa sem fronteiras. E essa ideia tem por base a segurança das fronteiras externas da UE”, adiantou.